o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

 

 

A depressão é causada tanto por fatores genéticos e biológicos, quanto por fatores externos. Portanto, é preciso tomar cuidado ao discutir os gatilhos da doença.

A depressão pode tanto surgir sem motivo aparente como ser a consequência de um evento importante, como divórcio, falência, perda de emprego ou morte de uma pessoa próxima. Estes acontecimentos são os chamados gatilhos: eles desencadeiam sentimentos de tristeza e, em certos casos, depressão.1

A diferença entre tristeza e depressão.

A depressão não está necessariamente alinhada aos acontecimentos. Tudo pode estar correndo muito bem na vida de uma pessoa deprimida, mas ela vai continuar apresentando os sinais da doença até que busque tratamento. Já a tristeza tem motivo: em geral, a pessoa tem consciência dela e sabe o que gerou o sentimento.2

Mas confundir tristeza com depressão é um erro comum.2 Mas enquanto a tristeza tende a uma hora ceder e a pessoa voltar a vida normal, a depressão não acaba, e o indivíduo deprimido acaba ouvindo frases como “simplesmente levante da cama e vá dar uma volta” ou “você está exagerado, há pessoas em situações bem piores do que a sua”. A intenção atrás desses comentários é boa, mas elas não ajudam o paciente a se sentir confortável para falar sobre a condição com as pessoas mais próximas sem sentir vergonha e assim buscar tratamento adequado.3

Alterações químicas no cérebro.

o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios
o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

De acordo com o Ministério da Saúde 2, estudos mostram que o cérebro do indivíduo deprimido pode apresentar alterações químicas em neurotransmissores como a serotonina, substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células.

Personalidade e herança genéticas também são fatores importantes na suscetibilidade à depressão mais suscetível a desenvolver a depressão.1 Certas pessoas têm baixa auto estima ou são muito críticas consigo mesmas, por exemplo, e esses traços de personalidade podem ser herdados, causados por experiência de vida ou uma combinação de ambos.1

Os gatilhos da depressão.

Além das causas biológicas, a depressão pode estar relacionada a fatores externos. Portanto, em geral, desenvolve-se por uma mescla de fatores. Veja alguns dos possíveis gatilhos:      o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

Eventos estressantes.

Situações difíceis podem funcionar como um gatilho para a depressão.1 Mas cuidado: nada de julgar a reação de cada um diante dos eventos da vida. Para certas pessoas, terminar um relacionamento amoroso que durou poucos meses pode ser suficiente para desencadear uma depressão. A gravidade do evento em si tem pouco a ver com a gravidade da depressão posterior; o fato de ter acontecido por si só já basta.

Quando um evento desagradável ocorre, é importante ficar ao lado da pessoa que o enfrenta. As chances de desenvolver depressão serão menores se receber apoio de amigos e familiares.

Solidão.

A solidão é outro gatilho da depressão. Estar afastado da família ou como romper relações com os amigos, por exemplo, pode desencadear a doença em pessoas predispostas.1

Consumo de álcool e drogas.

Abusar de álcool e drogas, principalmente em momentos difíceis, é perigoso. Em épocas complicadas, há quem os utilize como válvula de escape. Mas embora pareçam “ajudar” momentaneamente, o efeito é o inverso: acabam iniciando ou piorando uma depressão.1

Doenças crônicas.

Problemas de saúde fatais ou de longa duração, como câncer ou doenças coronárias, têm o potencial de gerar depressão. Nesses casos, a condição é desencadeada pela necessidade de conviver com os sintomas e, também, pela falta de perspectiva de futuro. Além disso, ferimentos severos na cabeça e hipotiroidismo podem também podem causar desequilíbrios na química do cérebro que geram sintomas depressivos.

Dar à luz.

o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios
o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

Até um evento tão alegre como o nascimento de um bebê pode ser um gatilho de depressão. Certas mulheres são particularmente vulneráveis a uma variação do transtorno chamada depressão pós-parto. A condição ocorre por um mescla de condições biológicas e psicológicas, relacionadas às variações hormonais e às novas responsabilidades maternas.

EXISTEM TIPOS DIFERENTES DE DEPRESSÃO?

Os sinais e sintomas mais comuns podem surgir em diferentes tipos de depressão. Identificar corretamente o tipo ajuda a definir qual o melhor tratamento para o caso. Entre os principais tipos de depressão estão:

Transtorno depressivo maior – é um transtorno mental que caracteriza-se por sintomas de desânimo, tristeza, falta de vontade, fadiga, choro fácil, falta de prazer, dificuldade de concentração, mudanças no apetite, insônia, perda da libido, entre outras manifestações. Pessoas com transtorno depressivo maior apresentam humor deprimido durante a maior parte do tempo, quase diariamente, com sensação de vazio, tristeza e falta de esperança.

Distimia – é um transtorno do humor que consiste nos mesmos problemas presentes na depressão, com sintomas menos graves porém mais duradouros. Afeta cerca de 3% das pessoas e os sintomas de tristeza e perda de interesse por atividades dura mais que 2 anos.        o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

Transtorno bipolar – este tipo é caracterizado pela alteração de humor intensa, variando entre estar bem e passando para uma fase de depressão ou mania. O transtorno bipolar é mais comum entre os 20 e 30 anos.

Depressão sazonal – este tipo de depressão é caracterizado pela presença dos sintomas da depressão em determinadas épocas do ano, como o inverno.

Depressão psicótica – ocorre quando a pessoa experiencia delírios e alucinações junto dos sintomas da depressão.

Depressão pós-parto – este tipo de depressão acontece quando a mulher tem sintomas do distúrbio até seis meses depois do nascimento do bebê. Caso persistam por mais tempo, a mulher deve conversar com o médico sobre uma possibilidade de tratamento que não afete a amamentação.

Depressão atípica – ocorre quando os sintomas da depressão se tornam mais intensos após a pessoa passar por uma experiência positiva.

Transtorno disfórico pré-menstrual – é uma forma mais grave dos sintomas da síndrome pré-menstrual. Normalmente, eles costumam passar quando a mulher entra no período da menstruação.

treinamentos Online que ajudaram milhares de pessoas:

Despertar da Cura Quântica

Despertar do Amor

Fórmula da Positividade

Kit Videos Motivação e Humor

Neo-Equilibrium – Curso de Meditação

Programa: Controle da Ansiedade em 4 Semanas

Reprogramação Mental – Coleção Completa 17 áudios

QUAIS SÃO AS FORMAS DE TRATAMENTO DA DEPRESSÃO?

Existem diferentes tratamentos de acordo com o tipo de depressão. A escolha do tratamento para depressão é individual e o médico levará em conta fatores como a frequência ou a intensidade dos sintomas do caso. As formas mais utilizadas de tratamentos são:

Psicoterapia – o acompanhamento psicológico pode ocorrer de diferentes formas, com atendimento individual ou em grupos de apoio. O período de tratamento também é variável, podendo levar algumas sessões ou até mesmo anos.

Tratamento medicamentoso – atualmente, existem medicamentos para o tratamento da depressão em diferentes estágios. Eles atuam nos neurotransmissores do cérebro, auxiliando o sistema nervoso central a restabelecer o equilíbrio químico normal. Apenas o psiquiatra pode receitar medicamentos para a depressão, nunca se automedique.        o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

DEPRESSÃO TAMBÉM AFETA A FAMÍLIA

o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios
o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

A depressão vai ser a doença mais incapacitante do mundo até 2020, segundo a Organização Mundial da Saúde. Mas ela não afeta só a pessoa que tem o distúrbio, a família, amigos e colegas também são. Saiba o que pode indicar se você tem algum familiar com depressão e o que é possível fazer para ajudar no tratamento.

DESCUBRA SE ALGUÉM NA FAMÍLIA PODE ESTAR COM DEPRESSÃO.

Quando se convive com uma pessoa que está com depressão ou está desenvolvendo o distúrbio, é possível notar algumas mudanças de hábitos e comportamentos que indicam que isso está acontecendo. Mesmo que cada um tenha formas únicas de reagir nestas situações, os sinais e sintomas de depressão mais comuns são:

➥ Tristeza constante;
➥ Perda de interesse por atividades que antes apreciava;
➥ Insatisfação com acontecimento da vida;
➥ Irritabilidade;
➥ Insônia e cansaço constante;
➥ Mudança nos hábitos alimentares;
➥ Perda de peso;
➥ Maior frequência no uso de substâncias, como drogas e álcool.
Atenção: os sinais e sintomas da depressão podem variar bastante. A presença de um ou mais deles não significa que exista o transtorno. Porém, se eles durarem semanas ou até meses, é preciso ir a um médico para que ele faça o diagnóstico e, se for o caso, indique o melhor tratamento.

Assunto Relacionados:

Depressão e os Transtornos Depressivos Maior

Transtorno bipolar: Doença maníaco-depressiva

Quais são os principais tipos de depressão?

Depressão: causas, sintomas físicos, tratamentos

POSSÍVEIS CAUSAS DA DEPRESSÃO.

Não se sabe quais são as causas exatas para o desenvolvimento da depressão. Porém, alguns fatores de risco podem facilitar o surgimento do distúrbio, tais como:

Evento muito estressante – como a perda de um ente querido, um relacionamento problemático ou uma frustração relacionada ao emprego.

Genética – também é considerada um fator de risco, pois em pessoas que tem pai, mãe ou irmãos com depressão, a chance de ter o distúrbio é 15% maior de quem não tem pessoas com este perfil na família.

Desequilíbrio biológico – doenças, como distúrbios da tireoide, e até a reação adversa a alguns medicamentos, podem fazer com que a pessoa apresente sinais e sintomas da depressão.

COMO AJUDAR NO TRATAMENTO DE UM FAMILIAR COM DEPRESSÃO?

Informar-se sobre o distúrbio é o primeiro passo para ajudar um familiar com depressão. Você também pode fazer terapia para entender como você e a pessoa com depressão estão sendo afetados e como lidar com isso. Além disso, pode ser importante buscar grupos de apoio para familiares de pessoas com depressão para trocar experiências e ter apoio emocional. Mas, independentemente de buscar ajuda e apoio, há quatro atitudes que você deve adotar:

1. Reconheça que a pessoa está passando por um momento difícil;
2. Não espere que a pessoa possa melhorar por si só;
3. Ajude a pessoa a se manter ativa na rotina;
4. Ofereça apoio e elogios durante cada avanço dela no tratamento.

DEPRESSÃO EM MULHERES

Cerca de 5% das mulheres do mundo sofrem com depressão, um distúrbio mental comum e altamente incapacitante. Saiba quais são as principais causas da depressão em mulheres, como você pode prevenir e quais são os tratamentos.

FATORES DE RISCO DA DEPRESSÃO FEMININA.

As causas exatas para a depressão em mulheres ainda não são conhecidas. Porém, alguns fatores de risco estão associados com o desenvolvimento do distúrbio. Entre eles, podem ser destacados:

➥ Hereditariedade genética;
➥ Alterações hormonais;
➥ Estresse;
➥ Efeitos adversos de medicamentos;
➥ Presença de algumas doenças, como a distúrbios da tireoide;
➥ Pós-parto.

SINAIS E SINTOMAS DA DEPRESSÃO EM MULHERES.

o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios
o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

Eles podem variar muito, ter algum sinal ou sintoma não significa que, necessariamente, exista depressão. Mas se eles persistirem por semanas ou até mesmo meses, então é preciso ir a um médico para ele fazer o diagnóstico e, se for o caso, definir o melhor tratamento para você. Entre os sinais e sintomas da depressão em mulheres, os mais frequentes são:

➥ Tristeza persistente,
➥ Pensamentos negativos sobre si mesma;
➥ Sensação de desamparo;
➥ Baixa autoestima;
➥ Variações de humor;
➥ Perda de interesse em atividades;
➥ Alterações no apetite;
➥ Problemas para dormir;

Dificuldades para se concentrar e memorizar coisas.
Atenção:

Em mulheres mais jovens, esses sinais e sintomas podem causar problemas no desempenho escolar e também distúrbios alimentares.
Em mulheres mais velhas, podem existir mais sintomas físicos, como dores de cabeça, dores pelo corpo e problemas digestivos.

HORMÔNIOS E A DEPRESSÃO FEMININA.

O estrogênio e a progesterona são alguns hormônios femininos que têm grande influência no humor da mulher. Os níveis hormonais sofrem modificações durante processos que ocorrem, como os ciclos menstruais, o período pós-parto e a menopausa. Além disso, grande parte dos métodos contraceptivos são à base destes hormônios, também podendo afetar o desenvolvimento da depressão.      o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

Algumas mulheres sofrem alterações hormonais no período pré-menstrual, popularmente conhecido como TPM. Porém, nestes casos, os sintomas que podem ser confundidos com a depressão são mais leves. Os distúrbios da tireoide, como o hiper e o hipotireoidismo, também afetam a produção de hormônios no corpo da mulher, que em alguns casos resulta na depressão.

COMO O PÓS-PARTO PODE AFETAR A DEPRESSÃO FEMININA?

Apesar de a maternidade ser vista normalmente como motivo de felicidade, a depressão pós-parto afeta entre 10 a 15% das mães até seis meses após o nascimento do bebê. A causa exata não é conhecida, mas a queda na produção de estrogênio e progesterona tem um forte impacto no desenvolvimento dos distúrbios.

Caso os sintomas da depressão pós-parto persistam, a mulher deve discutir com o médico a melhor forma de tratamento para que a amamentação não seja afetada.

FORMAS DE TRATAMENTO DA DEPRESSÃO EM MULHERES.

Existem diferentes tratamentos possíveis para a depressão feminina. Eles podem ser aconselhados como formas únicas de tratar o distúrbio ou também podem ser utilizados em conjunto para serem mais eficientes. A escolha do tratamento para depressão é individual e o médico levará em conta fatores como a frequência ou a intensidade dos sintomas. As formas mais utilizadas de tratamentos são:

Tratamento medicamentoso – atualmente, existem medicamentos para o tratamento da depressão em diferentes estágios. Eles atuam nos neurotransmissores do cérebro, auxiliando o sistema nervoso central a restabelecer o equilíbrio químico normal. Apenas o psiquiatra pode receitar medicamentos para a depressão.

Nunca se automedique – mesmo que por indicação de alguém que tenha passado por um problema semelhante.
Psicoterapia – o acompanhamento psicológico com um médico pode ocorrer de diferentes formas, com atendimentos individuais ou em grupos de apoio.

O período de tratamento também é variável – pode levar algumas sessões ou até mesmo anos de psicoterapia para conseguir lidar com os sintomas da depressão.      o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

Noticias Web

Noticia Web foi criado para trazer noticias relevantes a você, que quer ficar informado do dia dia do nosso Brasil e mundo. OBRIGADO

Um comentário em “o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *