ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO

ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL

 

 

A vida em sociedade tem cobrado cada vez mais dos indivíduos. Com isso, o sentimento de que se tem a obrigação de possuir bens materiais e ser feliz é uma marca do século atual. E o adoecimento é um dos resultados dessas exigências. Muitos indivíduos têm sentido na pele os prejuízos da depressão para a saúde mental e física.

Nunca se falou tanto desse transtorno psíquico como atualmente. O que poucos sabem é que existem várias diferenças entre a tristeza e a depressão. Por isso, é preciso ficar atento aos sintomas e cuidar para que as consequências do sofrimento sejam amenizadas.

Se você se interessa pelo tema e quer saber um pouco mais sobre essa doença, continue lendo este post!

O que é depressão?

O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais é um guia norte-americano que lista as doenças psíquicas, seus sintomas e possíveis tratamentos. Ele é utilizado por psiquiatras e psicólogos ao redor do mundo.

Em sua quinta edição, o DSM – 5 aponta um dos transtornos mais conhecidos: a depressão. Ela se classifica pela presença de humor triste, vazio ou irritável. Tais sintomas são acompanhados de alterações somáticas e cognitivas que influenciam consideravelmente na capacidade de funcionamento do paciente.

A condição clássica dessa patologia é a sua duração, que deve ser de, no mínimo, duas semanas.Contudo, na maioria dos casos, os episódios duram um tempo bem maior.    ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL

Quais as suas principais causas?

ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL
Entenda os prejuízos da depressão para a saúde mental

São muitas as possíveis causas para o desenvolvimento da depressão. Cada pessoa é única, e disso depende o surgimento ou não da doença. Alguns fatores desencadeadores são:

os temperamentais (quando o indivíduo apresenta uma visão negativa de si mesmo, dos outros e do futuro);
os ambientais (experiências adversas e traumáticas que podem ter ocorrido na infância ou vivenciadas na adolescência e/ou na vida adulta);
a genética ou a fisiológica (os riscos de ter depressão são maiores em pessoas que tenham parentes de primeiro grau com a doença).
Outros transtornos podem facilitar a aparição da depressão. Entre eles, estão a ansiedade, o transtorno da personalidade borderline ou o uso de medicamentos/substâncias. Nesses casos, o diagnóstico pode ser mais difícil de ser detectado.

Quais as consequências que a depressão pode causar à saúde mental?

Os prejuízos da depressão para a saúde mental podem ser de leves a graves. Nos casos em que as consequências são mais significativas, o indivíduo pode ficar totalmente incapaz de suprir suas necessidades básicas, como o cuidado consigo no tocante à higiene e à alimentação. Outras implicações são:

Desequilíbrio emocional.

A pessoa deprimida não tem regularidade em suas emoções, podendo estar eufórica em um determinado momento e extremamente cabisbaixa em outro.

Baixa autoestima.

Pessoas com baixa autoestima podem desencadear o processo depressivo, bem como a depressão pode minar a autoestima de uma pessoa.

Baixo rendimento.

A falta de vontade de interagir, de cuidar dos afazeres diários e a baixa na capacidade de concentração e memorização são fatores que podem levar o sujeito a não desempenhar bem o seu papel no trabalho e nos estudos.

Problemas nos relacionamentos.

As relações interpessoais são grandes prejudicadas na ocorrência da depressão. Sujeitos com a doença tendem a não querer se relacionar com ninguém, se isolando, evitando interações. Isso ocorre tanto com amigos quanto com familiares e parceiros conjugais.

Pensamentos suicidas e de autoflagelação.

ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL
Entenda os prejuízos da depressão para a saúde mental

Alguns enxergam no autoextermínio ou na autoflagelação as únicas saídas para amenizar ou acabar com o sofrimento, que por vezes não tem um motivo lógico. No entanto, com o devido apoio e cuidados específicos, o paciente pode afastar de si tais pensamentos.

A depressão pode e deve ser tratada em um trabalho conjunto da Psiquiatria com a Psicologia. A intervenção é feita por meio de medicamentos antidepressivos e psicoterapia.

Aos primeiros sinais de depressão, um especialista deve ser contatado. Entretanto, o trabalho preventivo de psicólogos pode evitar problemas maiores no futuro.        ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL

Por isso, diversas empresas têm investido para manter a presença desse profissional em seus âmbitos. Cuidar para que os prejuízos da depressão para a saúde mental não atinjam seus trabalhadores deve ser uma ação fundamental das organizações.

treinamentos Online que ajudaram milhares de pessoas:

Despertar da Cura Quântica

Despertar do Amor

Kit Videos Motivação e Humor

Programa: Controle da Ansiedade em 4 Semanas

Reprogramação Mental – Coleção Completa 17 áudios

Depressão não é apenas tristeza: conheça os sintomas!

Sentir-se alegre o tempo todo é um desejo de muitas pessoas. Entretanto, a tristeza faz parte da nossa rotina em diversos momentos. É impossível viver em uma realidade de felicidade constante, por mais que muitas vezes essa ideia seja vendida nos meios de comunicação.

Sim, mesmo aquelas atrizes ou modelos super felizes que você segue nas redes sociais têm suas épocas de tristeza. Muitas podem, inclusive, enfrentar problemas mais sérios, como a depressão. Você conhece a diferença entre a tristeza e o transtorno depressivo? Descubra no nosso post!

Depressão não é tristeza! Entenda a diferença.

Ficar triste é uma condição normal da vida. Esse sentimento está ligado à vivência de situações que geram angústia ou frustração. Sentir desânimo e melancolia depois de perder um emprego, tirar nota ruim em uma prova ou terminar um relacionamento, por exemplo, é comum.

Em alguns momentos, as pessoas podem experimentar uma tristeza mais profunda. Por exemplo, quando precisam lidar com a morte de alguém querido. Embora haja uma tendência a tratar o luto como doença, é importante respeitar o tempo que cada um precisa para se recuperar.

As pessoas que desenvolvem um transtorno depressivo têm sintomas que vão além da tristeza. A depressão é um desequilíbrio nos neurotransmissores, o que causa alterações nas respostas emocionais, principalmente aquelas relacionadas ao prazer e bem-estar.

Diferente da tristeza temporária, no diagnóstico da depressão é verificada a existência de sintomas por pelo menos seis meses. Além disso, em um quadro depressivo há comprometimento de diversas atividades da vida cotidiana, como os relacionamentos sociais, o trabalho, o sono, a alimentação, etc.

Conheça os sintomas de uma pessoa com depressão.

Veja alguns sinais do transtorno depressivo:

➥ Sentimentos de tristeza persistente;
➥ sensação de vazio;
➥ perda de interesse mesmo por atividades consideradas prazerosas;
➥ desesperança e pessimismo;
➥ humor irritável;
➥ baixa autoestima e sentimentos de inadequação, culpa ou desamparo;
➥ fadiga e cansaço excessivo;
➥ insônia;
➥ dificuldade de concentração e memória;
➥ lentidão no raciocínio e nos movimentos;
➥ alterações na alimentação;
➥ dores no corpo e problemas digestivos;
➥ pensamentos de morte ou tentativas de suicídio.
➥ Depressão não é frescura, é algo mais grave do que parece
Infelizmente, muitas pessoas ainda negligenciam a depressão, considerando como frescura ou falta de força de vontade. É indispensável reconhecer a gravidade dessa doença e oferecer apoio às pessoas que lutam contra ela.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o país com mais casos de depressão de toda a América Latina. Entre os brasileiros, 5,8% (11,5 milhões) sofrem de transtorno depressivo. No mundo, são 4,4%. Nos últimos anos, esse número só cresce.

O suicídio é uma das vinte maiores causas de morte no mundo — entre jovens de 15 a 29 anos, ele é a segunda. Esses são dados alarmantes que chamam a nossa atenção para a urgência em identificar e tratar a depressão com o cuidado que ela merece.

Saiba qual é o papel da terapia e do psicólogo.

ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL
Entenda os prejuízos da depressão para a saúde mental

O tratamento da depressão passa, necessariamente, pelo atendimento psicológico. Muitas pessoas ainda resistem a isso e se tratam apenas com remédios, mas os medicamentos não são capazes de agir na raiz das emoções que geram e mantém a depressão.

Por isso, contar com um psicólogo qualificado é fundamental. Na terapia, a depressão é vista de forma aprofundada e a pessoa tem a oportunidade de entender e modificar os comportamentos ligados ao transtorno. Esse suporte psicológico ajuda a mudar a rotina e superar a doença.

Percebeu como a depressão se diferencia da tristeza normal do dia a dia? Saber identificar os sinais do transtorno e ter empatia com as pessoas que o enfrentam são atitudes importantes para ajudar a diminuir os prejuízos desse problema. Se você ou alguém conhecido está passando por isso, não deixe de procurar terapia!

Quer saber se você pode estar com sintomas de depressão? Faça agora mesmo o nosso teste de ansiedade e depressão.      ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL

Assunto Relacionados:

o que causa depressão!! gatilhos e os mistérios

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DA DEPRESSÃO NO ORGANISMO

sintomas de depressão: tudo que precisamos saber

Depressão: causas, sintomas, tipos de depressão

Descubra se você tem baixa autoestima: Faça o teste agora!

Descubra o nível dos sintomas de baixa autoestima em menos de 3 minutos, fazendo o teste de autoestima.

O mundo está cada vez mais exigente e a busca exagerada pelo perfeccionismo nos gera frustração, chegando inclusive a afetar nossa autoestima e nossos pensamentos.

É muito importante acreditarmos em nós mesmos, nos sentirmos felizes em ser quem nós somos e agir com confiança.

Fazer comparações vazias, tentar agradar outras pessoas e se importar de forma excessiva com a opinião alheia são alguns dos sintomas mais comuns de autoestima baixa. Como resultado, podemos desenvolver doenças mentais como depressão, ansiedade, além de sentirmos mal e tristes no dia-a-dia.

Está cada vez mais claro, que a saúde emocional é um fator super importante para que possamos levar uma com mais qualidade e com mais alegria nos pequenos momentos.

Por isso compartilhamos abaixo, um teste rápido e gratuito para que você possa avaliar o nível de autoestima e e e assim se orientar melhor, rumo à uma vida com mais qualidade e com menos cobrança excessiva.

Abaixo, você poderá responder ao questionário e o resultado será enviado ao seu e-mail. Por isso tente responder com o máximo de sinceridade de clareza.

Teste de autoestima – Como funciona?

O teste de autoestima, foi desenvolvido no intuito de, através de perguntas simples sobre o dia a dia das pessoas, identificar possíveis sinais destas condições e avaliar, principalmente, o nível de gravidade dos sintomas.

O nosso teste é dividido em duas partes, primeiramente é preciso responder as perguntas aqui apresentadas. Responda com base nas ultimas semanas sobre como você em enxergado os acontecimentos do dia-a-dia.

A partir disso, você receberá um resultado no seu e-mail  e também uma orientação sobre como melhorar sua autoestima e se sentir melhor. É totalmente gratuito e rápido, qualquer dúvida deixe um comentário.

No entanto, o teste não deve ser levado como um diagnóstico, apenas como uma orientação dos níveis dos sintomas.

Neste caso, sempre é recomendado consultar um profissional capacitado para uma avaliação completa.

Que métodos os psicólogos indicam para resgatar a autoestima?

Você se sente sobrecarregado, com a autoestima lá embaixo e não sabe o que fazer para obter mais satisfação na sua vida pessoal e profissional? Gostaria de ter um relacionamento conjugal mais saudável e harmônico, desenvolver-se profissionalmente e ter menos ansiedade com o excesso de responsabilidades?

Inspire e respire! Todos esses anseios são resultantes da falta de autoconfiança e das carências afetivas e emocionais. A boa notícia é que elas podem ser amenizadas e equilibradas com técnicas psicológicas e métodos para resgatar a autoestima.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste post, reunimos 7 métodos para resgatar a autoestima recomendados por psicólogos. Confira!

1. Ser mais construtivo e pensar positivo.

ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL
Entenda os prejuízos da depressão para a saúde mental

O método de reestruturação cognitiva e comportamental é fundamental para resgatar e compreender as crenças limitantes e negativas aprendidas na infância por meio da educação familiar, escola ou outros espaços sociais.

Por meio desse método você vai aprender a pensar mais positivamente e a agir de maneira mais construtiva. Desse modo, vai ser mais fácil se afastar de pessoas negativas e acalmar a sua mente. Automaticamente, você vai se sentir mais confiante e seguro.

Em um momento de aflição ou de emoção mais intensa, procure despertar o pensamento positivo. Assim, você consegue modificar a forma de interpretar suas experiências por uma maneira diferente de lidar com as diversas circunstâncias.

2. Valorizar a si mesmo para resgatar a autoestima.

Aceitar-se com todas as falhas e imperfeições e vibrar com as pequenas conquistas do dia a dia é muito importante. Seja nos relacionamentos no trabalho, seja em outras áreas de sua vida, tenha menos expectativas perante as atitudes e julgamentos dos outros. Essas são algumas das maneiras que podem te ajudar a resgatar sua autoestima.

Complexos de inferioridade e falta de referências familiares podem afetar a sua autoconfiança, porém, esses quadros podem ser revertidos por meio da compreensão dos próprios limites e exercícios de afirmação pessoal.

Portanto, afaste ideias que insistem te atormentam acerca do julgamento alheio sobre você e tenha em mente suas forças e conquistas. Procure ser bom, sobretudo, dentro das suas concepções, e não nas dos outros.

3. Evitar fazer comparações.

Um dos aspectos mais difíceis do comportamento comparativo é compreender o impacto negativo que ele tem sobre nós. O primeiro passo é entender o porquê dessas comparações, a partir de que momento você começou a se comparar e como essa atitude o afeta.

Romper com esses padrões de pensamento, com certeza, vai ser o grande diferencial para adquirir uma segurança de quem você realmente é e o quanto pode ser diferente dos outros.

Reveja sua essencialidade constantemente e procure conhecer seus defeitos e qualidades, buscando aprender que cada ser humano tem suas próprias características.        ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL

4. Aprender a lidar com as frustrações da vida.

Os “nãos” da vida, as portas fechadas e as limitações são situações de muita frustração. Entretanto, cada pessoa reage de uma maneira diferente diante das mesmas situações e experiências. Por isso, é muito importante estar aberto às mudanças de comportamento para superar as frustrações.

Encare as frustrações e dificuldades de sua vida como desafios e procure aprender com cada situação que você vivencia, para que, ao final de um processo difícil, você saia fortalecido e maduro.

Invista em uma mudança de hábitos e concepções para concretizar a transformação esperada. Aliando isso às práticas recomendadas o processo de recuperação da sua autoestima será mais rápido e leve. Considere, também, a assistência de um psicólogo para colaborar com seus estímulos mentais.

5. Passar mais tempo com as pessoas que gosta.

O sentimento de “pertencer” significa que precisamos nos sentir como parte de um lugar ou de um grupo de pessoas e, ao mesmo tempo, considerar que eles também fazem parte de nós. Ele é um dos pilares da autoestima que faz você se sentir bem e satisfeito pelo simples fato de estar cercado de pessoas que você gosta.

Procure encontrar uma oportunidade durante o dia para estar com sua família. O acolhimento que ela proporciona é renovador e auxilia no crescimento da autoconfiança, além de ser considerado essencial para se ter sucesso na vida.

Reserve um tempo no mês ou na semana, dependendo da sua disponibilidade, para encontrar amigos e socializar com eles. Inclusive, é interessante tentar incluir aquela turma de amigos da época de adolescente, pois manter contato com eles lhe faz lembrar seus sonhos, convicções e ambições antigas, que são importantes ativadores da autoestima e favorecem o autoconhecimento.

6. Ter convicção dos seus objetivos.

Toda realização começa com as metas que elaboramos em nossa mente. Quando refletimos o quanto somos capazes de alcançar nossos objetivos, a autoestima nos impulsiona a pensar mais e melhor. Portanto, utilize todos os seus recursos mentais para visualizar o que você almeja.

Por exemplo, se deseja uma promoção ou ter mais liberdade para expressar suas ideias — pode ser no ambiente de trabalho, pessoal ou familiar —, estimule sua autoconfiança e demonstre suas capacidades de forma mais efetiva.

Estabeleça objetivos com os quais se possa verificar o seu progresso. Determine critérios concretos para medir o crescimento da realização de cada meta que você definiu, pois isso proporciona mais segurança durante os seus planejamentos.

7. Conversar com um profissional de psicologia.

Consultar com um profissional da área de psicologia é uma das soluções mais acertadas para resgatar a autoestima. Não deixar a situação piorar! Procurar a ajuda de um psicólogo pode reduzir seu sofrimento ou até eliminá-lo de uma vez por todas da sua vida.

É necessário também que você faça uma reflexão pessoal do quanto a situação está — ou não — em seu controle para jamais permitir que um grau depressivo seja alcançado. Para isso, busque uma orientação adequada.

Se você não tem tempo para ir pessoalmente a uma clínica, que tal conhecer o atendimento psicológico online para esclarecer suas dúvidas e anseios? Mesmo que não possa durante o dia, é possível aproveitar o período noturno ou os finais de semana em que estiver sem afazeres.        ENTENDA OS PREJUÍZOS DA DEPRESSÃO PARA A SAÚDE MENTAL

E então? Gostou do nosso artigo? Para ampliar seus conhecimentos, aproveite e confira também nosso post que fala um pouco sobre os tipos de depressão mais comuns!

Noticias Web

Noticia Web foi criado para trazer noticias relevantes a você, que quer ficar informado do dia dia do nosso Brasil e mundo. OBRIGADO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *