Camomila e outros remédios para a digestão – Propriedades

É possível aliviar os transtornos digestivos mantendo um estilo de vida saudável e utilizando remédios naturais. Por isso, neste artigo vamos descobrir os benefícios da camomila e de outros remédios para melhorar a má digestão.

Dor de estômago, prisão de ventre, irritação intestinal são só alguns dos transtornos digestivos que nos afetam todos os dias. Apesar de que pareçam inevitáveis, é possível sim evitá-los através de uma alimentação saudável e do uso de algumas ervas naturais. Por isso, neste artigo vamos comentar os benefícios de vários remédios naturais para a digestão.

Transtornos digestivos.

A digestão é o processo pelo qual os alimentos se decompõem em moléculas simples que podem ser utilizadas pelos tecidos do organismo, seja para seu correto funcionamento, seja para produzir energia metabólica. Este processo é realizado pelos órgãos do sistema digestivo.

O sistema digestivo está formado por:

Boca: é onde ocorre a trituração e salivação dos alimentos. É onde começa sua decomposição química, principalmente dos carboidratos.
Faringe: este músculo membranoso se situa no pescoço e conecta as fossas nasais com o esôfago e a laringe. Permite a passagem do ar e dos alimentos, mediante uma válvula denominada epiglote.
Esôfago: é um conduto que conecta a faringe com o estômago. Suas paredes musculares se contraem e relaxam no sentido descendente permitindo a passagem do bolo alimentar. É muito delicado e pode sofrer um dano quando ocorre o refluxo dos ácidos estomacais.
Estômago: esta bolsa muscular se encarrega de armazenar e processar os alimentos ingeridos. Está formado por células que segregam ácidos e enzimas que permitem a metabolização de lipídios e proteínas, entre outras substâncias.
Intestino delgado: mede aproximadamente 6 metros de comprimento e se encontra à continuação do estômago. Recebe as secreções do pâncreas e de outras glândulas cujas enzimas terminam de transformar os alimentos em moléculas simples como os aminoácidos. Está formado pelo duodeno, o jejuno e o íleo, onde também ocorre a absorção de nutrientes.
Intestino grosso: mede cerca de um metro e meio e está formado pelo cólon e pelo reto. Termina no ânus, através do qual se eliminam os restos da digestão em forma de matéria fecal. É essencial para a absorção da vitamina K, fibra e água.

Camomila e outros remédios para a digestão – Propriedades e Benefícios

O sistema digestivo e nossos hábitos.

Cada um destes componentes pode ficar afetado quando nossos hábitos alimentares ou nosso estilo de vida não são saudáveis. Ingerir comidas desequilibradas ou em mau estado, consumir drogas e/ou álcool frequentemente, utilizar certos medicamentos e inclusive o estresse, causa os mais variados transtornos.

Entre os mais comuns temos a indigestão, a prisão de ventre e a diarreia, mas é possível chegar a sofrer enfermidades crônicas.

Existem numerosos remédios naturais para a digestão que são úteis quando não queremos utilizar medicamentos fortes. A seguir os apresentamos:

Remédios naturais para a digestão.

Existem chás e outras preparações que sempre têm sido utilizadas por nossas avós para aliviar os mal-estares digestivos. Entretanto, sempre é aconselhável consultar o médico.

1. Infusão de camomila.

Há muitos anos a camomila tem sido indicada como a planta digestiva de excelência. Seus azeites essenciais lhe conferem propriedades digestivas, carminativas, antiespasmódicas. Além disso, é um sedante natural. A camomila é maravilhosa para melhorar a digestão, aliviar úlceras gástricas e prevenir o refluxo.

Como prepará-la?

Se quiser preparar esta infusão, você só precisa esquentar uma xícara de água e, quando estiver a ponto de ferver, acrescente 2 gramas de folhas ou flores de camomila. Deixe descansar por 5 minutos bem tampada. Beba-a morna depois de cada refeição.

2. Chá de canela

Ademais do seu uso para tratar infecções do sistema respiratório, a canela também é considerada um tônico para transtornos digestivos. Esta erva ajuda a combater os problemas de flatulência, as náuseas e as diarreias. Entretanto, deve ser evitada por pessoas nervosas ou por aquelas que sofrem de úlcera já que estimula a secreção de sucos gástricos.

Como prepará-lo!

Primeiramente ferva água em uma panela e logo depois acrescente 1 ou 2 paus de canela. Deixe repousar por uns 10 minutos e se quiser pode adoçar com uma colher de mel.

3. Chá de anis estrelado.

O anis estrelado ou anis chinês, é semelhante em seu sabor ao anis, mas se obtém do pericarpo do Illicium verum. Esta planta é uma árvore perene originária da China, cujas propriedades são benéficas para o aparelho digestivo.

Esta espécie contém anetol, um composto aromático que parece ser muito útil para o mal-estar estomacal e as náuseas, ademais de eliminar o inchaço e os gases. Aliás, o anis estrelado também possui efeito sedativo, propriedades antibióticas, antibacterianas e antiparasitárias.

Como prepará-lo.

Aqueça 1 litro de água e quando começar a ferver acrescente 30 gramas de anis. Deixe esfriar. Você pode tomar uma xícara cada vez que precisar. Entretanto, não é recomendável no caso de mulheres grávidas ou crianças pequenas.

4. Chá de Melissa: outro dos remédios naturais para a digestão

Melissa officinalis, popularmente conhecida como melissa e como erva cidreira é uma planta utilizada desde a antiguidade como digestivo.

Contém terpenos, citronelol, citral e geraniol, componentes ativos que lhe conferem seu sabor cítrico e seu efeito sedativo. É usada para acalmar transtornos relacionados com o estresse e a ansiedade, assim como também, espasmos intestinais, colite, acidez e flatulência.

Como preparar.

Para preparar uma xícara de chá, precisamos de 3 colheres de folhas secas de melissa. Entretanto, se usarmos folhas frescas, a quantidade será de 3 a 9 gramas.

Primeiramente, esquente um copo de água e quando ferver, acrescente as folhas. Deixe que se abram durante uns 10 minutos aproximadamente. Você pode tomar este chá sempre que quiser.

Finalmente, tenha em conta que uma boa digestão ajuda a ter um bom dia para desempenhar suas tarefas. Mudando seus hábitos alimentares e com um estilo de vida ativo estará favorecendo a motilidade intestinal e, portanto, a digestão.

Então, você se anima a provar estas receitas? E continue com a gente porque temos mais dicas para a sua saúde e bem-estar.

Camomila e outros remédios para a digestão – Propriedades e Benefícios

Saiba os sintomas e como tratar a má digestão.

Os sintomas da má digestão, como azia e arrotos frequentes, podem surgir após qualquer refeição, principalmente quando a alimentação foi rica em carnes e gorduras, pois elas passam mais tempo no estômago para serem digeridas.

Além disso, ingerir muitos líquidos durante a refeição também pode causar má digestão, pois aumenta o volume do estômago e lentifica o processo de digestão.

Assim, os sinais que podem indicar indigestão geralmente são:

Gases, flatulência;
Azia e queimação;
Arrotos frequentes;
Enjoos e vômitos;
Sensação de estômago cheio, mesmo após ter comido pouco,
Diarreia ou prisão de ventre;
Cansaço.

Além do mau estar intestinal, é importante lembrar que a má digestão pode fazer com que menos nutrientes sejam absorvidos no intestino, aumenta o risco de problemas como anemia e falta de vitaminas.

Remédios.

O tratamento da má digestão pode ser feito com o uso de remédios que de farmácia ou remédios caseiros, como chás e sucos de fruta com propriedades digestivas. Alguns exemplos são:

Gaviscon;
Mylanta plus;
Eparema;
Leite de magnésia;
Sal de fruta Eno;
Chá de boldo;
Chá de erva-doce.
Uma outra boa opção é comer uma fatia de abacaxi ou tomar cerca de 50 ml do seu suco puro, sem adicionar água para diluir, pois ele facilita e acelera a digestão, principalmente de refeições gordurosas como como churrasco ou feijoada.

O que comer.

A dieta para combater a má digestão deve ter principalmente alimentos de fácil digestão e que não irritam o estômago, como gelatina, sucos de frutas, pão e biscoitos sem recheio, evitando também o consumo de líquidos durante a refeição.

Os alimentos que devem ser evitados são especialmente os que contém muitas fibras e que estimulam a produção de gases, como vegetais verde folhosos, feijão, ovos e os alimentos embutidos e ricos em gordura como manteiga, requeijão, leite e carnes vermelhas. Além disso, também é importante evitar alimentos industrializados e processados, pois costumam ser ricos em gordura e conservantes que irritam o intestino.

Quando ir ao médico.

É importante marcar uma consulta médica quando a má digestão é frequente, havendo episódios diários ou quando se repetem mais de 8 vezes por mês. O médico pode receitar remédios para melhorar a digestão e solicitar exames que identificam as causas do problema, como a endoscopia.

Também é aconselhado ir ao gastroenterologista se surgirem sintomas mais graves como vômito com sangue, sangue nas fezes ou fezes muito escuras e com mau cheiro, que é uma das características de sangue oculto nas fezes.

Para combater a má digestão deve-se tomar chás e sucos que facilitam a digestão dos alimentos e, quando necessário, tomar remédios para proteger o estômago e acelerar o trânsito intestinal, fazendo que diminua a sensação de estômago cheio.

A má digestão pode ser causada pelo excesso de alimentos na refeição ou por alimentos com muita gordura ou açúcar, e quando não tratado, esse problema pode levar a doenças como refluxo e gastrite. Veja a seguir algumas dicas para combater esse problema.

1. Tomar chás…

Alguns exemplos de chás para combater a má digestão são:

Chá de boldo;
Chá de erva-doce;
Chá de camomila;
Chá de macela.
O chá deve ser preparado minutos antes de ser tomado, mas não deve ser adoçado, porque o açúcar piora a má digestão. Para que tenha o efeito esperado, deve-se tomar pequenos goles do chá a cada 15 minutos, principalmente após as refeições.

2. Tomar sucos digestivos.

Alguns sucos que ajudam a melhorar a digestão são:

Suco de laranja com couve;
Suco de abacaxi com hortelã;
Suco de limão, cenoura e gengibre;
Suco de abacaxi com mamão;
Suco de laranja, agrião e gengibre.
Os sucos devem ser preparados e tomados frescos, para que o máximo de nutrientes seja aproveitado pelo organismo. Além disso, pode-se consumir frutas digestivas, como abacaxi e laranja, na sobremesa das refeições principais, pois isso irá ajudar a digerir melhor a refeição.

3. Tomar remédios.

Alguns exemplos de remédios para má digestão são:

Gaviscon;
Mylanta plus;
Eparema;
Leite de magnésia;
Sal de fruta Eno.
Estes remédios podem ser comprados sem receita médica mas não devem ser usados em crianças com menos de 12 anos e em grávidas sem a indicação do médico. Além disso, se a causa da má digestão for a presença da bactéria H. pylori no estômago, pode ser necessário o uso de antibióticos. Veja quais os sintomas e o tratamento para combater a H. pylori.

Como combater a má digestão na gravidez.

Para combater a má digestão na gravidez deve-se:

Tomar chá de erva-doce;
Comer 1 fatia da abacaxi após as refeições principais;
Tomar pequenos goles de água ao longo do dia.
Comer pequenas porções de 3 em 3 horas;
Não beber líquidos durante as refeições;
Identificar os alimentos que causam má digestão e evitar o seu consumo.
Esse problema na gravidez é causado pelas alterações hormonais e pelo crescimento do bebê na barriga da mãe, o que aperta o estômago e dificulta a digestão. Caso o problema seja frequente e atrapalhe a alimentação adequada, deve-se procurar o médico e, se necessário, iniciar o tratamento com medicamentos.

Noticias Web

Noticia Web foi criado para trazer noticias relevantes a você, que quer ficar informado do dia dia do nosso Brasil e mundo. OBRIGADO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *