aranto para que serve

Aranto: para que serve, como usar e efeitos colaterais.

 

aranto, também conhecido como mãe-de-mil, mãe-de-milhares e fortuna, é uma planta medicinal com origem na ilha africana de Madagascar, podendo ser facilmente encontrada no Brasil. Além de ser uma planta ornamental e de fácil reprodução, possui propriedades medicinais conhecidas popularmente, porém deve ser usada com atenção devido ao risco de intoxicação com suas altas dosagens e por ter pouca comprovação científica.

O nome científico do aranto é Kalanchoe daigremontiana e plantas pertencentes a essa família possuem a substância bufadienolídeo com propriedades que podem ser antioxidantes e, algumas vezes, usada para o combate ao câncer, porém ainda não está totalmente esclarecida por estudos científicos e necessita de mais pesquisas.

 

Para que serve.

O aranto é popularmente utilizado no tratamento de doenças inflamatórias e infecciosas, nos episódios diarreicos, febres, tosses e na cicatrização de ferimentos. Por possuir ações sedativas também é usado em pessoas com problemas psicológicos, como os ataques de pânico e a esquizofrenia.

Pode ser eficaz no combate ao câncer devido sua potencial propriedade de citotoxicidade, atacando as células cancerígenas. Porém, até o momento, ainda não há comprovações científicas suficientes desse benefício com o consumo direto das folhas da planta.

Apesar do aranto ser utilizado devido ao seu efeito anti-inflamatório, anti-histamínico, cicatrizante, analgésico e potencialmente antitumoral, essas propriedades ainda estão sendo estudadas.

 

Como usar.

ARANTO A PLANTA MILAGROSA
ARANTO A PLANTA MILAGROSA

A parte normalmente utilizada do aranto é a folha de onde são extraídas suas substâncias ativas e pode ser consumido na forma de chá ou cápsulas, que podem ser encontrados em lojas de produtos naturais, preparados a partir do extrato seco das folhas.

 

As principais formas de usar o aranto são:

Chá de aranto:
colocar 1 colher de chá de folhas secas de aranto em uma xícara de água fervente e tampar. Deixar repousar por 10 minutos e filtrar. Recomenda-se beber no máximo 1 a 3 xícaras por dia;

 

Cápsulas de aranto:
a dose recomendada é de 1 cápsula de 500 mg até 3 vezes ao dia.
O aranto pode ser consumido pelo período máximo de 1 mês, e depois deve-se fazer uma pausa de pelo menos 15 dias antes de reiniciar o uso. Além disso, não devem ser ingeridas mais de 30 g de aranto por dia pelo risco de efeitos tóxicos no corpo com suas altas dosagens.

Antes de iniciar o consumo do aranto é importante consultar um médico, fitoterapeuta ou um profissional de saúde com conhecimentos específicos em plantas medicinais e certificar de que se trata da planta correta para não correr o risco de ingerir espécies de plantas tóxicas ao ser humano.

 

Aranto mata células do câncer?

Aranto mata células do câncer?
Aranto mata células do câncer

O aranto (nome popular da kalanchoe daigremontiana) é uma planta ornamental que vem sido divulgada no universo online como suposto tratamento para o câncer. Vídeos com mais de um milhão de visualizaçõ…

Só que existem poucos estudos confiáveis sobre as propriedades farmacológicas da família. A maioria é feita in vitro, ou seja, com células isoladas.

 

De onde vem a história que aranto cura o câncer?

A ciência começou a explorar há alguns anos a capacidade das kalanchoes em combater o câncer. Por exemplo, um estudo de 2015, conduzido por cientistas …

 

Uso terapêutico do aranto.

Em Madagascar, especialmente no sul do país, as folhas de aranto são utilizadas para vários fins medicinais, tais como remédio tradicional contra trabalho de parto prematuro, infertilidade, reumatismo, inflamação, hipertensão, cólica renal, diarreia, feridas profundas, infecções, queimaduras, abscessos e no tratamento de doenças diversas.

Um dos compostos químicos encontrados nesta planta tem despertado muito interesse científico: trata-se da bufadienolida, que já demonstrou, sob certas circunstâncias, propriedades antitumorais em alguns ensaios in vitro e in vivo. Deve-se ressaltar, entretanto, que até o momento os ensaios in vivo foram realizados apenas em camundongos, embora com resultados promissores.

No entanto, essas propriedades médicas são uma faca de dois gumes, pois não estão isentas de alguns riscos causados pelo esteroide daigremontianina, um veneno que pode aparecer em quantidades menores ou maiores, dependendo da localização da planta, da água disponível, da estação do ano e da composição de cada planta.

A daigremontianina pode causar insuficiência cardíaca e renal se sua concentração for muito alta. Além disso, o uso prolongado, mesmo quando em pequenas doses, pode levar à intoxicação crônica.

Entre os benefícios da planta, ela se destaca também como protetora da saúde bucal e um remédio natural para tratar dores, úlceras e outras doenças. Confira mais benefícios.

 

Benefícios do aranto.

1. Protege a saúde bucal
O extrato de aranto é usado para tratar gengivite e inflamação oral causada por doença periodontal (estomatite II-III). Recomenda-se que o suco com esta planta seja feito com água fervida e depois resfriada e ingerida como chá.

2. Alivia a rinite
O chá de aranto também ajuda no tratamento da rinite alérgica. Para isso, ele deve ser consumido duas a três vezes ao dia como uma infusão para que os efeitos sejam vistos em uma ou duas semanas.

3. Combate úlceras
A planta também pode ser utilizada para tratar úlceras tróficas nas veias, estômago e úlceras pós-traumáticas caso ocorra alguma lesão. Camadas das folhas também podem ser preparadas e aplicadas na área afetada, se for uma ferida externa.

4. Protege o sistema reprodutor feminino
O extrato ou chá desta planta contribui para combater infecções urinárias ou complicações no colo do útero.

Além disso, a aplicação de uma pomada de aranto na região vaginal por 15 dias, a cada oito horas, ajuda a desinfetar e proteger das bactérias que possam se proliferar na região. Para isso, um médico deverá ser consultado.

5. Combate a dor nas costas
As folhas quentes dessa planta podem ser colocadas em áreas doloridas das costas. Geralmente, o desconforto ocorre na coluna dorsal e lombar. Também serve para feridas, feridas ou alergias que estejam presentes na mesma região das costas, aplicando essas folhas quentes, uma vez ao dia, até que a dor seja removida.

6. Trata queimaduras solares
As folhas quentes e moídas da erva podem ser aplicadas na pele nas áreas afetadas por queimaduras solares, por exemplo. O procedimento deve ser feito pelo menos uma vez ao dia, por 5 a 6 dias, enquanto a pele gradualmente recupera seu tom natural.

planta para decoração que ajuda no tratamento da rinite
planta para decoração que ajuda no tratamento da rinite

7. Combate doenças do ouvido, nariz e garganta
Segundo os otorrinolaringologistas, é aconselhável a injeção de gotas nasais de aranto, com o auxílio de uma seringa, como remédio preventivo nos períodos de gripe alta, quando o tórax está inflamado ou surge sinusite, principalmente no inverno.

Por outro lado, este medicamento ajuda a combater doenças crônicas como a amigdalite, que é o processo inflamatório do ouvido médio. Para tratar a amigdalite, o extrato é injetado em compressas de gaze umedecidas e inserido no ouvido com cuidado para não danificar o tímpano ou produzir infecções. Deixe agir por meia hora e retire.

Outra opção é fazer um gargarejo com o chá para suprimir a amigdalite, que é a inflamação da região da garganta.

8. Combate as rugas
É possível que o extrato ou chá de aranto seja eficaz na redução e na prevenção de linhas de expressão do rosto.

A ideia é aplicar uma solução de chá ou extrato da erva junto com mel no rosto, limpando para diminuir as rugas faciais. É importante destacar que essa mistura nutre, hidrata e ajuda a manter a elasticidade da pele. O aranto também pode ser utilizado para combater

 

Quando se trata de remédios naturais – plantas que cumprem funções terapêuticas e fitoterápicas – o aranto, nativo da ilha de Madagascar, com certeza merece destaque! Ele faz parte do grupo das plantas suculentas com propriedades medicinais, sendo útil para tratar dores, diferentes lesões, machucados e focos de inflamação. Interessante, né? Para informar mais sobre o assunto, nós fizemos uma lista com os principais benefícios do aranto. Confira!

Aranto tem propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e cicatrizantes…

Assim como a babosa – planta suculenta que ajuda no tratamento de doenças e machucados -, o aranto tem propriedades medicinais incríveis! Ele atua como anti-inflamatório natural, sendo usado para preparar chás e sucos para tratar dor de garganta e outras inflamações, por exemplo. Além disso, essa planta tem alto potencial cicatrizante – por isso, a nossa dica é aplicá-la sobre feridas para acelerar o processo de cicatrização e também aliviar dores (tendo em mente que o aranto também tem propriedades analgésicas).

 

Planta também é útil para combater a febre e aliviar sintomas de gripe (como tosse e dor de cabeça)…
Outro ponto positivo do aranto é que ele possui propriedades anti-histamínicas – ou seja, ajuda a combater a febre e, inclusive, a amenizar sintomas como tosse, rinite, dor de cabeça ou reações alérgicas. Por isso, quem sofre com coriza ou crises de alergia no dia a dia também pode recorrer ao chá de aranto para aliviar os sintomas.

 

Possui propriedades sedativas, auxiliando no tratamento do estresse e insônia…
Outro ponto positivo do aranto é que ele possui propriedades sedativas e calmantes, auxiliando no tratamento de insônia, ansiedade e estresse. Uma boa dica, inclusive, é usar essa planta junto com outras ervas medicinais (camomila, erva-cidreira e hortelã, por exemplo) para preparar chás relaxantes à noite.

 

Noticias Web

Noticia Web foi criado para trazer noticias relevantes a você, que quer ficar informado do dia dia do nosso Brasil e mundo. OBRIGADO